As​ ​quatro​ ​emoções​ ​básicas​ ​e​ ​nosso​ ​desenvolvimento​ ​emocional

Conheça as quatro emoções básicas

Medo, raiva, alegria e tristeza: quatro emoções básicas​, que são experiências comuns a todas as pessoas, de qualquer idade e cultura e desempenham um papel fundamental no nosso desenvolvimento emocional​. As emoções são informações que nos permitem comunicar sobre como nos sentimos com outras pessoas. Ao longo de nossas vidas vamos vivendo experiências que influenciam nossas emoções. Inclusive, todas as histórias que vivemos, até aquilo que ouvimos no útero da nossa mãe, formam a nossa memória emocional.

Uma emoção também é uma informação sobre “como eu estou agora​“. E nesse sentido, a emoção funciona como um guia para a nossa vida e para o nosso relacionamento ​com os outros. É importante destacar que as emoções não tem nada de bom ou mal nelas mesmas​. O problema é que quando as emoções não são bem geridas elas podem fazer com que nós deixemos de viver seus potenciais. Por isso é tão importante​ ​saber​ ​administrar​ ​nossas​ ​emoções​.

Essas​ ​são​ ​as​ ​quatro​ ​emoções​ ​básicas:

O medo é uma emoção de proteção. Ele avisa da existência de um perigo. Isso nos permite avaliar a nossa capacidade de lidar com as situações que consideramos que podem nos causar dano. Dessa forma, essa emoção básica serve para a sobrevivência​ de nós seres humanos.

Já a alegria ​é uma emoção de contato. Ela tem como função principal criar ligações com o outro, é, portanto, uma emoção expansiva. Um humor alegre fortalece laços com as pessoas que nos rodeiam, sejam elas novos conhecidos, ou com pessoas que já conhecemos. A alegria se manifesta em três formas: ternura, sensualidade e erotismo. A alegria é o propósito das emoções. Tudo o que fazemos é para encontrar alegria ​e essa sensação de bem-estar que ela proporciona.

A tristeza ​é uma emoção de proteção​, reflexiva, sempre relacionada ao passado. Sua função é que nos permite tomar consciência da perda de algo e liberar o que já não temos. Essa emoção básica nos permite libertar-nos de um pesado fardo, pois a tristeza causa choro, sussurro e uma série de reações fisiológicas que não são mais do que uma liberação da tensão acumulada por uma série de eventos trágicos.

E por último: a raiva​. Ela é uma emoção expansiva, de movimento, que nos leva a sempre agir em direção a algo. Um impulso que nos leva a tirar algo ou alguém de nós. Sua função é tirar de nós o que nos incomoda​. Reconhecida, aceita e bem dirigida, a raiva nos ajuda a determinar o que está nos incomodando e, portanto, colocar espaço entre o que nos perturba. O gerenciamento adequado da raiva nos permitirá estar mais conscientes do mundo que nos rodeia e nos permitir interagir corretamente.

Marcados com a tag:

Leave a Reply

Your email address will not be published.