FELIZ DIA DAS MULHERES… O que tem para comemorar?

O dia de hoje (08/03/2018), como na maioria dos dias das mulheres, apresentou um grande número de homenagens sendo postadas nas redes sociais. Muitos homenageando as representantes significativas de sua existência, muitos postando frases ou mensagens de efeito, muitos demonstrando de uma ou outra maneira o valor das mulheres em suas vidas.

Mas, o que me fez pensar em escrever hoje foi o fato de alguns poucos casos nos quais alguns homens reclamavam do valor e da quantidade de homenagem que estava se prestando às mulheres. Ouvi frases como “somos todos criados semelhantes diante de Deus, não precisa ter essa coisa de Dia da Mulher”. Ou então, “comemorar essa data é muito mimimi”.

Fora ter me deixado perplexo com a falta de respeito e compreensão por parte dessas pessoas, esse tipo de comentário me fez refletir sobre o que realmente significa comemorar o dia da mulher.

E sei que muita gente remete a comemoração do dia da mulher ao fato de em 1911, quando algumas mulheres resolveram fazer uma greve porque queriam igualdade de oportunidades com os homens e também de ter salário compatível com suas responsabilidades. Além disso, queriam a diminuição da jornada de trabalho de 15 horas. Os patrões simplesmente atearam fogo e mataram todas elas. O detalhe é que isso não aconteceu no dia 08, mas no 25 de março.

O que realmente define a comemoração do dia da mulher foi uma passeata feita na Rússia, por milhares de mulheres, denominada “Paz e Pão”, reivindicando direitos iguais. Essa sim ocorreu dia 08.

No entanto, olhar para essas explicações e se contentar com elas é ter uma visão muito romântica e idealista do que implica ser mulher atualmente.

Em primeiro lugar, a cada 2 horas no Brasil uma mulher é morta pelo seu companheiro ou ex-companheiro. A cada 7 minutos, uma mulher sofre algum tipo de violência (sexual, física, psicológica, patrimonial, etc.). Ou seja, os homens andam tratando as mulheres muito mal. Mas, no dia da mulher, muitos tentam mostrar talvez apenas para a opinião pública, que realmente se interessam pelas mulheres.

Ora, diante de uma situação assim, o que devemos comemorar? O que devemos celebrar no dia 08 de março? Em minha opinião, deveríamos celebrar a luta, a coragem, a determinação, a superação e a força dessas mulheres que a cada dia precisam ter jornada dupla ou até tripla em uma sociedade que falha em reconhecer a sua real importância. Acho que devemos celebrar as conquistas, as vitórias, o caminho percorrido, em busca de seu lugar de direito como guerreiras, lutadoras e vencedoras que são.

Assim, quando desejo Feliz Dia da Mulher, gostaria de ser entendido como alguém que valoriza e respeita as diferenças, que se alegra com o sucesso delas, e que torce para haver uma real igualdade de condições para que possam demonstrar o valor que sempre possuíram.

Quero, finalmente, ao falar isso, deixar minha homenagem para as mulheres mais importantes da minha vida: minha mãe, pela sabedoria em cuidar e preparar seus filhos para a vida adulta; minha esposa, que tem cada vez mais demonstrado uma força interior e uma habilidade surpreendente de lidar com as adversidades da vida; e minha filha, que ainda tem 5 meses, mas que já me abriu os  olhos para a importância de estar pronto para educar uma mulher para ser vitoriosa, quem sabe em um mundo mais igualitário.

 

Osmar Reis Junior, Me.

Marcados com a tag:

2 Comentários

  • Joalison Dourado Responder

    Disse tudo Osmar!

Leave a Reply

Your email address will not be published.